CANÇÃO DE HELENA

texto + imagens A. Rafael da Silva


faço a longa travessia do monte
com fugazes promessas de luz por entre as copas altas
a maior parte do caminho olhos pouco adiantados dos pés
fixando as aéreas raízes em todos os seus pequenos movimentos
procurando poupá-las do meu peso, enquanto me oferecem imagens

vejo por entre, como no cinema, assombrosas histórias a preto e branco,
outras vezes só sombras de sombras e chuva a cair sobre espelhos

rodopio a silêncio fechado
um vento vago, helicoidal
a canção das folhas, com os seus rodeios, lembra a canção de Helena
sem letra, só melodia, mão direita ensanguentada de texto

e a pele fotocopia cada passo para lembrar no futuro
este doloroso exercício de desamor
a luz sincopada, o calor intermitente

sem espanto pressinto o mistério
não sob a forma de pergunta
mas como uma afirmação
um mistério maior do que eu
um mistério de maravilhamento e paralisia

aqui estou além e aqui estou perto


Linkedin | Instagram

© 2021 A. Rafael da Silva - Todos os Direitos Reservados